quinta-feira, 16 de maio de 2013

Curiosity descobre substâncias propícias à vida em Marte

Da RFI

Robô Curiosity detecta substâncias propícias à vida em Marte, diz Nasa
Segundo o site da NASA, o planeta Marte apresentava condições propícias para a vida. O anúncio foi feito pela agência espacial americana nesta terça-feira (12).depois da descoberta de substâncias essenciais para a existência de microorganismos no planeta.
Os marcianos talvez não sejam apenas personagens de ficção científica. A análise de uma amostra coletada dentro de uma rocha em Marte pelo robô Curiosity, da Nasa, revelou a existência de hidrogênio, oxigênio e carbono, substâncias químicas essenciais para vários microorganismos, explicaram os cientistas da agência espacial americana. "Esta era uma das questões principais da missão de Curiosity, saber se Marte tinha condições propícias para a existência de vida. Pelo que constatamos, a resposta é afirmativa", disse.
A rocha foi encontrada em uma região conhecida como Baía Yellowknife e contém argila, minerais e outras substâncias. "Os minerais argilosos representam pelo menos 20% da composição da amostra", explicou David Blake, um outro cientista da agência,  responsável pelas análises.
O que intriga os cientistas e aumenta as evidências de que de fato existiu vida no planeta, é que essa composição úmida é diferente de outras já  observadas em diferentes rochas em solo marciano. De acordo com eles, não havia um excesso de oxidação, acidez ou salinidade. "Qualquer um de nós poderia ter bebido essa água", disse John Grotzinger, responsável pela missão.
O robô Curiosity, que está na cratera de Gale, perto do monte Sharp, já havia detectado pequenas rochas e pedregulhos que seriam restos da nascente de um rio no passado, e que provam que havia umidade no planeta vermelho. Os cientistas acreditam que outras descobertas importantes devem ser feitas em breve. O robô ainda deve explorar a Baía Yellowknife nas próximas semanas. A missão, avaliada em 2,5 bilhões de dólares, deve durar dois anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário