domingo, 21 de abril de 2013

Mais da metade dos presos de Guantánamo está em greve de fome

Por AFP, em Washington
Mais da metade dos 166 detentos da prisão militar americana de Guantánamo, situada na ilha de Cuba, está em greve de fome, para protestar contra sua prisão indefinida, informou um alto funcionário do local neste domingo.
Já são 84 os presos que se negam a receber comida, entre eles 16 que são alimentados à força por meio de sondas, cinco dos quais estão internados, detalhou o tenente-coronel Samuel House, acrescentando que nenhum deles corre risco de vida.
O protesto ganhou adeptos ao longo dos dias. Na última sexta-feira, havia 63 presos em greve de fome, enquanto, na terça-feira, eles eram 45, segundo cifras divulgadas por House.
Os detentos reclamam de sua prisão indefinida, sem acusações ou julgamento, a grande maioria há 11 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário